Matosinhos: "Literatura em Viagem" pode ser cancelado por falta de verbas
A realização da edição deste ano do Literatura em Viagem pode estar comprometida
Foto: Arquivo JPN

Matosinhos: "Literatura em Viagem" pode ser cancelado por falta de verbas

Estava programado para abril o habitual encontro internacional "Literatura em Viagem", em Matosinhos, mas a falta de apoios pode impedir a realização da sétima edição do festival. A decisão só será tomada na próxima semana.

A realização do festival "Literatura em Viagem" (LEV), de 21 a 24 de abril, pode estar comprometida. A suspensão foi confirmada pelo vereador da cultura da Câmara Municipal de Matosinhos (CMM), Fernando Rocha, ao jornal Público. Em causa está a regulamentação de uma lei que impede as autarquias de assumirem despesas que ultrapassem os fundos disponíveis.

Mesmo assim, a decisão ainda não é definitiva. Ao JPN, fonte da CMM garante que a decisão só será tomada na próxima semana.

O vereador explica que a procura de um parceiro privado pode ser a solução, mas pode não chegar a tempo das datas previstas para o evento. A situação pode causar prejuízos para algumas empresas, uma vez que as viagens e estadias de alguns autores estrangeiros já estão pré-reservadas. As editoras que representam autores também podem ter de lidar com encargos já assegurados.

Festival é uma das marcas de Matosinhos

O evento LEV é promovido pela Câmara Municipal de Matosinhos todos e anos e assume-se como um espaço de reflexão sobre a influência da literatura em várias áreas da sociedade. Reúne escritores nacionais, estrangeiros e personalidades vindas de vários cantos do mundo, que partilham viagens e experiências. Trata-se de um encontro que promove o diálogo, debate e divulgação de obras e ideias interculturais ao longo de quatro dias, com iniciativas como lançamentos, exposições e concertos.

O festival "Literatura em Viagem" promove áreas artísticas para além da literatura, passando pela fotografia, desenho e música. Já contou com a presença de vários nomes da literatura nacional emergente, como José Luís Peixoto e Valter Hugo Mãe, num palco por onde também já passaram nomes como Mia Couto, Siza Vieira e Sérgio Godinho.

O espaço que junta autores e leitores em Matosinhos recebe escritores de diversos países, como Angola, Argentina, Canadá, Chile, Estados Unidos da América e França.

Votar:
  • a
Pontos: 0 | Classificação: 0
zon startup pirates obciber Festival Marés Vivas 2012 noticiasup cdm parglobal ryanair

Logo da Creative Commons ERC ISSN 1646-3064